2010 - 08 Dodge Viper SRT 10 ACR


O ACR(American Club Racing) novo foi adicionada à linha Viper após o ano-modelo 2008. Suas atualizações são mais drásticas do que o original, incluindo pneus de corrida de rua legal, suspensão regulável, revisão e aerodinâmicas significativas. Não foram feitas modificações no motor, pelo que os valores continuam a 600 cv , como no carro base. A ACR dá uma vantagem de ser street legal. O ACR é semelhante ao que o Dodge Viper MOPAR exibido na mostra vários auto. O peso é também diminuiu em até 80 kg (36) por meio do "Hardcore Package", que suprime o rádio, alto-falantes, amplificadores, tapete tronco, almofada capa e inflador de pneus. Seus melhoramentos aerodinâmicos produzir 1.000 lbf (4,4 kN) em 150 mph (240 km / h), ou cerca de 10 vezes o downforce a base Viper SRT-10 pode produzir na mesma velocidade. Não há actualizações foram dadas para o interior, excepto para a adição de um farol profissional tropeçou cronómetro.
Ele faz de 0-100km/h em 3,4 segundos e tem como velocidade máxima 285 km/h (limitada eletronicamente), e fez no circuito de Virginia International Raceway o tempo de 2:48.6 minutos, e fez o segundo melhor tempo da pista na história da car and driver, que a cada ano leva vários carros nessa pista em um especial da reista chamado volta relâmpago.
O Viper ACR é construído ao lado do padrão SRT-10 na fábrica Conner Avenue em Detroit. Os componentes aerodinâmicos são produzidos e montados no veículo por Prefixo Corporation localizada em Rochester Hills, Michigan.
Também tem agora a nova versão ACR-x de 640 cv, esclusivo para a pista, os números de velocidade máxima e aceleração de 0 a 100km/h não forão confirmados, mas com uma potencia tão grande deve ultrapassa carros como o mosler mt900s.

Fonte Wikipedia.

Esse Viper foi um sufoco achar ele , achei ele perdido na americana,e ainda bem que eu peguei , pois não o vi nunca mais nas lojas.

2010 - Volkswagen Scirocco GT 24


Com uma produção de base e, ao mesmo tempo, a tecnologia inovadora domina corrida do mundo mais difícil do circuito: Em frente de 220.000 espectadores Volkswagen chegaram em primeiro, segundo e terceiro na classe para carros com alimentação alternativa na corrida de 24 horas na Nürburgring de 2010. 
Green através do "inferno verde": 100 por cento, com confiabilidade de 80 por cento menos CO2
 
Graças à sua vitória na categoria com os poderosos 330 cv Scirocco GT24-CNG com o seu coração verde Volkswagen também comemorou vencer a Taça FIA de Energia Alternativa, que foi atribuído pela primeira vez depois da maratona de automobilismo .Em 2009, a Volkswagen teve uma dobradinha na categoria para carros com energias alternativas. Pela primeira vez em 2010 no "inferno verde", o Wolfsburg marca automóvel baseado no utilizado motores de combustão alimentados por Bio Gás Natural, que permitem que até 80 por cento de redução global das emissões de CO2. Bio Gás Natural é extraído a partir da biomassa, bem como matérias-primas renováveis .



Bom esse trecho tirei do site da Volkswagen Motorsport  e pena que o Brasil não importa o Scirocco um carrão, e essa é uma das mais bonitas minis que possuo.

2007 - Ferrari F50

Para comemorar o meu post 50 na melhor que a F50.

O Ferrari F50 é superesportivo da Ferrari que foi apresentado em 1995 para celebrar o quinquagésimo aniversário da companhia. O carro é um conversível de 2 portas com um motor aspirado de 4.7L V12 com 60 válvulas (3 de admissão e 2 de exaustão por cilindro).

Foram fabricados apenas 349 carros, um a menos do que a Ferrari estimava que podia vender. Isso porque, segundo Antonio Ghini (diretor de comunicação da Ferrari), "Ferraris são carros culturais, um monumento. Elas devem ser difíceis de encontrar, então iremos produzir um carro a menos que o mercado". O último F50 foi produzido em Maranello na Itália em julho de 1997.
Fonte Wikipedia


2007 - Ferrari F40

Para comemorar 40 º aniversário do fabricante, a Ferrari lançou o "F40" em 1987. Tanto visualmente e tecnicamente o F40 foi uma evolução clara da GTO Evoluzione. O motor V8 foi aumentado de tamanho ligeiramente e desenvolveu 478 cv em forma de ação, mas um pacote de desempenho para aumentar a potência de 700 cv também estava disponível. Com o GTO que partilhava a construção espartana, resultando em uma tara impressionante de 1100 kg, 350 kg mais leve que o concorrente mais próximo, o Porsche 959. Com um poder que já impressionante relação de peso, havia pouco surpresa quando Michelotto foi novamente contratado para transformar a mais recente oferta da Ferrari para um piloto, desta vez para a pista.

Michelotto trabalho resultou na LM F40, que primeiro levou a faixa para testes no final de 1988.Curiosamente a maior parte das especulações antes do lançamento do F40 sugeriu que seria chamado de "Le Mans", que já provou ser parcialmente certo. As diferenças entre os carros de passeio e de corrida foram sutis, com o divisor de fibra de carbono, os difusores traseiros e aerofólio traseiro ajustável como o mais óbvio. Além disso, os faróis de pop-ups foram substituídas por duas grandes unidades abrangidas perspex e adicionais NACA-dutos sugeria uma maior capacidade de refrigeração. Um novo sistema de gerenciamento do motor e compressão aumentada viu a potência aumentada para pelo menos 720 cv, mas o impulso para a qualificação pode ser aumentada para produção em excesso de 900 cv. O interior era despojado ainda mais, o painel foi substituído por um estado da instalação de arte digital.

Um dos corsários mais leais da Ferrari, a Ferrari França, foi a primeira a um campo de LM F40.Um ano após os testes começaram, Jean Alesi estreou o LM na rodada de Laguna Seca do campeonato IMSA GT. Ele terminou terceiro em uma corrida altamente competitiva e foi forçado a correr com restritores de admissão do motor. Na temporada seguinte Ferrari França campanha de um ou dois dos seus mercados-piloto em um número de rodadas, somando mais quatro pódios ao seu registro, mas infelizmente a vitória não. No final da temporada, a Ferrari França abandonou a campanha F40 LM. Embora Michelotto construiu 19 exemplos da LM F40 entre 1989 e 1994, apenas três chassis eram sempre fez campanha com raiva.

Este não foi o fim da história da F40 da concorrência internacional, longe disso. Dois anos após a produção do carro de estrada havia cessado, os carros de competição, foi dada uma nova oportunidade de vida graças ao campeonato BPR para carros GT realizado pela primeira vez em 1994. Michelotto foi chamado mais uma vez para criar uma versão ainda mais potente do F40.Apelidado de F40 GTE, ele apresentava um de 3,5 litros e uma versão mais recente 3.6 litros V8 Turbo de carregado a F40 . Correndo com restritores de admissão do motor revisado produzidos cerca de 660 cv e baldes de torque. Nas épocas seguintes uma série de modificações foram realizadas, que incluíram uma caixa de câmbio seqüencial de seis velocidades e discos de freio de cerâmica de carbono para a temporada 1996.

Um dos do F40 LM foi comprada de seu proprietário coletor e se juntou ao GTEs no Campeonato BPR e em Le Mans para correr na classe GT1. O F40s mostrou altamente competitivo nas corridas mais curtas sprint do campeonato BPR, mas problemas de confiabilidade atormentado-los na lendária corrida 24 Horas. Entre 1994 e 1996, o F40 LM e GTEs teve inúmeras vitórias contra uma concorrência mais modernos como o McLaren F1 GTR. Em Le Mans em 1995, o trouxe de volta da aposentadoria F40 LM impressionante acabado. Apesar de ter sido classificado apenas em sexto na classe e décimo segundo conjunto, foi a Ferrari primeiro a completar todas as 24 Horas em muitos anos. No final de 1996, o F40, finalmente, tornou-se ultrapassado quando a competição introduzida construído propositadamente "pilotos de GT.

Fonte : ultimatecarpage.com 

2010 - Ferrari California


Essa mais uma variação da Ferrari California, ela não é nada detalhada em relação as outras Ferrari California com exemplo da Speed Machines. Mais esta valendo.

2000 - Ferrari F550 Maranello


Lançada em 1996 a Ferrari 550 Maranello foi a primeira Ferrari desde a Ferrari Daytona GTB/4 com motor dianteiro, seu motor é um V12, 48 válvulas, 5.5 litros (5.474 cc), com  485 cv , torque de 58 kgf.m a 5.000 rpm, Sua velocidade máxima de 320 km/h  e sua Aceleração de 0 a 100 km/h em 4,4s e sua tração é traseira.
Fonte  : Carsport.pt.
Quando eu vi a primeira vez  550 Maranello, fiquei encantado, com sua forma e beleza, para mim é terceira Ferrari mais bonita de todos tempos atrás somente da F40, e Testarossa.


2008 - Ferrari 360 Modena


O Ferrari 360 Modena tem um motor 3.6 litros V8 de 400cv do potência e acelera de 0-100 km/h em 4.3 segundos. Todos têm o motor de oito cilindros e o chassis de alumínio. Seu desempenho 0-100 kmh  4.27 s e a velocidade máxima: 299 km/h, seu lançamento foi no ano de 1999.
Fonte Wikipedia.
A coleção Ferrari Racer foi a melhor série da Hot Wheels, pena que o Brasil foi esquecido.

2007 - Ferrari Enzo

O Enzo Ferrari é um super desportivo da Ferrari que recebe o nome do criador da Ferrari Enzo Anselmo Ferrari. O carro foi construído com tecnologias usadas na Formula 1 e um sistema de aerodinâmica que levanta um pequeno spoiler e flaps quando em alta velocidade, criando sustentação para não deixá-lo descolar. possui um motor 6.0 V12 com 48 válvulas. Foi nomeado em 2004, pela Sports Car Internacional, o número 3 da lista de melhores carros esportivos dos anos 2000 perdendo apenas para o Porsche Carrera GT e o Lamborghini Murciélago LP640.
O Enzo Ferrari é algumas vezes chamado incorretamente de Ferrari Enzo ou ainda F60. O nome do carro é Enzo Ferrari, e o fabricante Ferrari. Quando combinados geram um nome completo (Fabricante/Modelo) de Ferrari Enzo Ferrari.

Fonte Wikipedia.

Tenho muitas variações dessa Ferrari aos poucos vou postando com mais histórias e dados técnicos.

2007 - Ferrari Enzo

Quando deram a noticia que a Ferrari Enzo seria um T-Hunt, fiquei apavorado de não encontrar, Lá em meados 2007 ainda tinha esperança de ter todas Ferrari´s 
Até que um dia andando no Carrefour, acabei achando ela jogada no meio do nada. Fiquei feliz por ter pago R$ 5 nela. Época feliz pois hoje é impossível achar um T-Hunt ainda mais Super, no Carrefour ou em qualquer loja . Maldita máfia de T-Hunt :(

2009 - Ferrari California


Ferrari California foi lançada em 2008 no salão de Paris, ela é um GT 2+2 conversível com teto rígido o primeiro da marca , Seu motor é um V8 de 480cv de 4.297cc. O primeiro V8 dianteiro da Ferrari, e possui caixa de cambio de 7 marchas de dupla embreagem, sua velocidade máxima é de 310 Km /h e vai de 0 a 100 Km/h em 4 segundos.

Fonte Wikipedia

Sobre essa Ferrari na linha Hotwheels foi um dos modelos raros de se achar pelo menos aqui em Ribeirão, não veio quase nada, eu depois que comprei eu achei apenas uma
Tenho outras variações que em breve vou postar.

2009 - Lamborghini Reventón

O Reventón é o modelo exclusivo da Lamborghini,  Custa 1 milhão de euro, e só foram feitas 20 unidades.
O nome Reventón vem de um touro, como é tradição da própria Lamborghini. Reventon é o nome do famoso touro que matou o toureiro Félix Guzmán, em 1943. É uma contradição às linhas arredondadas, com linhas marcantes, o Reventón é algo pra mudar o conceito de super esportivo.

 Sua mecânica é basicamente do Murciélago LP640 seu motor é V12 central de 650 cv sua velocidade máxima de 350km/h.


Fonte Wikipedia

2010 - Porsche 911 GT1 - 98

Porsche lançou o 911 GT1 em 1996, anunciando que iria competir no mesmo ano em Le Mans 24 Horas .Apesar de seu nome, o carro realmente tem muito pouco em comum com o 911, porém chassi frontal foi compartilhada com a produção, em seguida 993, bem como as portas. O GT1 apresentou um refrigerado a água, twin-turbo e intercoolerquatro válvulas por cilindro apartamento e seis em meados de montado posição e fazendo cerca de 600 hp (450 kW). Em comparação, o 993 geração 911 GT2, que foi outra empresa de maior desempenho do veículo, usou um refrigerado a ar do motor com apenas duas válvulas por cilindro e montado na traseira, que era o layout tradicional para o 911.
O modelo de 1998 foi revisado, apesar de ser mais lento do que a Toyota ou a Mercedes, cumpriu Porsche esperado tendo ganho o primeiro e segundo lugar geral , dando Porsche recorde de sua vitória 16 geral em Le Mans, mais do que qualquer outro fabricante da história.
O '98 GT1 foi criado com maior downforce na corrida do que nos dois anos anteriores, o que reduziu sua velocidade máxima de corrida a 310 km / h (193 mph). No entanto, em 1998 Le Mans 24 dias de horas de testes, o carro atingiu 330 kmh (205 mph) na reta Mulsanne, em menor configuração aerodinâmica.

Fonte Wikipédia.

2010 - Ghostbusters Ecto-1


O Ecto- 1 na verdade é um Cadillac Miller Meteor 1959, é um dos mais raros Hot Wheels. Uma mini muito rara no Brasil , os poucos que vieram, estão na mão de exploradores de minis.
A Mattel disse que era para vim em varíos lotes ao decorrer do ano , mais acreditar na Mattel é como acreditar no papai Noel.

2010 - Jaguar XJ220



Este britânico começou a ser projetado no fim dos anos 80 por engenheiros da Jaguar, ainda sem aprovação da marca. Trabalhavam juntos e sem remuneração. Então fizeram o sonhado supercarro, com o tradicional motor V12 da Jaguar, mas retrabalhado para render 500 cv, e tração integral. Depois de pronto, conseguiu seduzir a diretoria da marca, que aprovou o projeto como XJ 220, o número indicando sua velocidade máxima em milhas por hora (equivalente a 354 km/h). O projeto foi transformado em protótipo e apresentado em 1988.Pouco depois a marca decidiu colocá-lo em produção, com algumas modificações, como a eliminação da tração nas quatro rodas. O modelo foi desenvolvido pela empresa TWR, baseado no XJR-11, carro de corrida da marca. Lançado em 1992, o XJ tornou-se o mais potente carro do mundo, com motor V6 3,5-litros, biturbo e 549 cv. Acelerava de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos. Sua excepcional aderência era herança do chassi de corrida, mas o acabamento ficava a desejar, com materiais baratos. A lanterna traseira, por exemplo, era do Ford Escort.




Fonte Best Cars. h

2010 - Lamborghini Gallardo LP 560-4


A polícia Italiana que já contava com uma frota de Lamborghinis Gallardo, recebeu o novo Gallardo LP560-4 Polizia que vai ajudar no patrulhamento da capital italiana.
O veículo substitui a versão anterior, que já rodou 140 mil km pelas ruas e rodovias italianas e agora serão utilizados na área de Bolonha.
O Gallardo Polizia vem equipado com o consagrado motor V10 de 5.2 litros que desenvolve 560 cavalos de potência e precisa de apenas 3,7 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h. A velocidade máxima é de 325 km/h.
Segundo a Lamborghini, os 30 policiais autorizados a dirigir o Gallardo Polizia receberam treinamento especial dos melhores pilotos de testes da fabrica, tanto para conduzir o veículo como para utilizar os recursos tecnológicos do carro.

Mundo dos Carros.

Seria legal a policia Brasileira tendo algum carro mais potente além dos corsinhas, sanderos da vida quem sabe um dia..rs

2010 - Porsche 911 GT3 Road

Revelado no Salão de Frankfurt do ano passado, o Porsche GT3 RS é o mais valente da linha 911 da Porsche. Com características de um carro de competição – o RS quer dizer carro de corrida –, motor de seis cilindros e 450 cavalos, o modelo também se dá bem na cidade.
O sistema de suspensão ativa prova que o carro pode circular nas ruas. Mas é só cair nas mãos de um piloto que ele logo muda de personalidade. O GT3 RS vai de 0 a 100 km/ em quatro segundos. A velocidade máxima do modelo é 310 km/h.
Lançado em edição limitada, tem pouco mais de 200 unidades pelo mundo – apenas dois no Brasil.
Auto Esporte.
Aqui em Rib's já vi um na Porsche, branco com lista azul. É um dos mais bonitos Porsches que já vi.